Arquivo

Monthly Archives: Junho 2013


 

“Tens uma rosa na mão.

Não sei se é para me dar.

As rosas que tens na cara,

Essas sabes tu guardar.

Levas uma rosa ao peito

E tens um andar que é teu …

Antes tivesses o jeito

De amar alguém, que sou eu.

Tens um livro que não lês,

Tens uma flor que desfolhas;

Tens um coração aos pés

E para ele não olhas.

(cont.)

Texto de Fernando Pessoa

Anúncios

“Teus olhos tristes, parados,

Coisa nenhuma a fitar…

Ah meu amor, meu amor,

Se eu fora nenhum lugar!

Em vez de saia de chita

Tens uma saia melhor.

De qualquer modo és bonita,

E o bonita é o pior.

Teus brincos dançam se voltas

A cabeça a perguntar.

São como andorinhas soltas

Que inda não sabem voar.”

(cont.)

Texto de Fernando Pessoa


“Tens o leque desdobrado

Sem que estejas a abanar.

Amor que pensa e que pensa

Começa ou vai acabar.

Toda a noite ouvi no tanque

A pouca água a pingar,

Toda a noite ouvi na alma

que não me podes amar.

Trazes a rosa na mão

E colheste- a distraída…

E que é do meu coração

Que colheste mais  sabida?”

(cont.)

Texto de Fernando Pessoa