Arquivo

festividades


afonso daniel diogo-1 fabio teresa ussumane fabio iara ines kayla keillyakyle maria martim miguel milene nuria rodrigo-manso rodrigo tchernodavi

Anúncios

Canção dos abraços

São dois braços, são dois braços

servem pra dar um abraço

assim como quatro braços

servem pra dar dois abraços

E assim por aí fora

até que quando for a hora

vão ser tantos os abraços

que não vão chegar os braços

Vão ser tantos os abraços

que não vão chegar os braços

prós abraços vão ser tantos os abraços

que não vão chegar os braços

Texto de: Sérgio Godinho


Os termos :as “maias”, os “maios”  e as “castanhas piladas” perduram ainda na nossa linguagem popular, principalmente nos meios rurais. Era tradição ocorrer na festa das Maias, o enfeite de portas e janelas, bem como  comer castanhas piladas porque  “ao passar por um burro mandava-se-lhe castanhas, se não este atirava-se e mordia-no”. Tradições.

.Associado a este dia está também o  Dia do trabalhador .

Para conhecer mais sobre estes termos ver aqui