Arquivo

Monthly Archives: Novembro 2014


Dizem que é muito matreira,

esperta, astuta, atrevida,

que sabe gozar a vida,

encontrando solução

para uma causa perdida

que lhe vá parar à mão.

Olho vivo e concentrado,

segue a sua intuição

e o seu faro apurado

em busca de uma refeição.

Na floresta (e fora dela)

é preciso ter cautela;

não basta só a esperteza

para enfrentar o dia -a -dia.

convém atenção, destreza

 e, claro,sabedoria!

Texto de :Maria Teresa Maia Gonzalez


O galo Almofada

era dorminhoco;

não fazia nada

e cantava pouco.

E quem acordava

os bichos da quinta

era a sua amada,

chamada Jacinta.

Quando o Sol subia,

o galo Almofada

começava o dia;

e. lá pela quinta,

muito atarefada, andava Jacinta

com a sua ninhada.

O galo Almofada

era o rei do sono

 mal se sentava,

caía do sono.

Subia ao poleiro,

mas pouco cantava;

naquele galinheiro,

não mandava nada.

Texto de : Maria Teresa Gonzalez