A velha e a cabaça


” Era uma vez uma velha a quem todos os anos nascia um neto. E de cada vez que ia ao baptizado todos lhe pediam que levasse  arroz- doce, sonhos e rabanadas.

Um dia, ia a velha atravessar a floresta para se dirigir ao baptizado de mais um neto. quando um lobo lhe salta ao caminho.

– Vou comer-te!- disse ele. – Nestes últimos tempos não tem passado aqui ninguém, por isso ando com uma fome que nem me aguento em pé! Vais ser o meu jantar!

Tremendo de medo , disse a velha:

– Já olhaste bem para mim? Tive tanto trabalho a fazer os doces para a festa que estou pele e osso! Não vais ter muito que comer… Mas se esperares por mim, no regresso da festa já venho bem mais gorda, com tudo o que lá comi. Então poderei ser um bom jantar para ti.

– Aceito – disse o lobo-, mas à vinda não me escapas.

Durante todo o baptizado a velha esteve sempre muito triste, a pensar no que a esperava.

Um  vendedor de cabaças que também fora convidado para a festa quis saber porque estava ela tão triste que nem comia as coisa boas que tinha trazido. Então a velha contou-lhe tudo o que lhe tinha acontecido.

– Ó diabo- murmurou o homem, trincando a quinta rabanada-, ser comida por um lobo não tem graça nenhuma…

– Nenhuma … – repetiu a velha.

Ficou o homem em silêncio durante algum tempo até que, de repente, exclamou:

– Tive uma ideia! – E olhando para a velha disse-lhe ao ouvido :- Acho que o teu arroz-doce, os teus sonhos e as tuas rabanadas tornam uma pessoa mais inteligente!” (cont.)

Texto de : Alice Vieira

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: