Eu chamo-me inverno


do_inverno

” É bonito o meu nome.

Já está escuro lá fora. A noite chegou tão cedo!

A noite espreita pelas vidraças para dentro da casa e vê as lareiras acesas e a comida a aquecer ao lume.

As avós gostam de andar com o xaile pelos ombros e de contar histórias aos netos para eles dormirem melhor.

As árvores sem folhas choram pelo dia a fora. Ou será a chuva que continua a cair?

– Posso entrar? Posso entrar? – pergunta a ventania a bater à porta.

A água gela nas fontes e nos lagos. A neve dorme o seu sono muito branco no alto das montanhas.

É Inverno, é Inverno – piam as gaivotas aflitas do baloiço das ondas do mar. ”

Texto de Maria Alberta Menéres

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: